sexta-feira, 27 de maio de 2011

Números de casa.

Ontem fui fazer o número da porta de casa em vinil adesivo.
Se você quiser fazer para sua porta escolha a fonte no seu computador ou aqui ,e leve para alguma empresa que faz o recorte no vinil. Depois você mesmo aplica usando um espátula de plástico.
Na Galeria do Rock tem uma loja chamada Stampinny que faz  para você. Eu não levei a fonte, escolhi com o Eduardo que trabalha lá.
        























Galeria do Rock : Av São João 439.
Stampinny 3º andar loja 439  tel 32248364



quinta-feira, 26 de maio de 2011

Quanto custa?

Já escrevi aqui  que elegância não é irmã do dinheiro. Ela é filha da educação e irmã gêmea da cultura. Se você tem pouca grana e tiver que escolher entre um livro e um objeto para casa escolha o livro.  Não barateie na sua imformação/ formação. Sua casa pode ficar elegante com pouca grana. Uma mão de tinta, umas flores, uma boa organização. Você pode também encontrar objetos bem baratos e de bom gosto. Quer a prova? Hoje perambulei pelo centro e olha o que encontrei.

A cesta de vime R$2,49/ Bandeijinha florida 3 peças por R$ 0,99/  Caneca R$ 2,99/  Talheres R$ 1,99 cada/  Potinho vermelho com tampa R$ 2,99. Total da minha compra R$ 15,43.
Todos os objetos forma comprados na " Econômica" da R D. José de Barros, 111 Centro. Quase ao lado do Teatro Municipal

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Flor de papel crepon. Quer aprender a fazer?

Faço flores de crepon faz uns 35 anos. Aprendi ainda criança, quando minha mãe desmontou umas que tinhamos em casa para descobrir o segredo. Todo ano faziamos uma enorme Festa Junina. Minha mãe mora em uma rua sem saída e era lá que tinha fogueira, conjunto de forró contratado especialmente para festa, doces, salgados e bebidas. Começava no final de tarde e ia até de raiar o dia. Mas a grande atração da nossa festa era o Corrreio Elegante. Era um correio original,você mandava um bilhetinho e também uma flor de crepon. Nós passavamos semanas fazendo as flores e jogando conversa fora. Chegavamos a fabricar umas 300. Foi assim que me apaixonei por elas.


Você só precisa de papel crepon na cor que quiser, tesoura, cola branca e palitinho de madeira ou arame.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Cadeiras CIMO coloridas

Você conhece essa cadeira. Ela foi muito usada em escritórios e estabelecimentos comerciais e, até pouco tempo, você encontrava por uma bagatela em qualquer loja de móveis usados. A CIMO foi pioneira na fabricação de móveis feitos em série no Brasil. Agora a Desmobilia, que vende móveis pela Internet, lançou  uma linha colorida e limitada dessas cadeiras. Eu achei lindas.


quarta-feira, 18 de maio de 2011

Olha lá nossa coleção de noivinhos na Modo de Vida

Na revista MODO DE VIDA de maio tem uma foto dos noivinhos da nossa coleção. Alguns foram comprados na 25 de março, outros na Rua São Caetano, uns vieram de outros paises, um casal foi encontardo na Galeria do Rock. Coleção é assim, você vai encontrando, vai ganhando. As vezes paga caro por uma peça que queira muito, mas também pode encontrar no lixo uma que só você sabe o valor. Esse é o divertimento.

A revista tá bem bacana. Uma matéria mostra um ap muito charmoso que fica na Av São João em São Paulo, exatamente onde passa o "Minhocão". Attilio Baschera e Gregório Kramer, da Again (lembra do tecido com desenho do Copan que postei aqui?), mostram uma coleção de tecidos elegantes. Você pode comprar a revista nas bancas ou dar uma folheada virtual na MODO DE VIDA.

sábado, 14 de maio de 2011

"Visite nosso apartamento decorado"


Quando lançam um empreendimento imobiliário, e são muitos atualmente, as construtoras sempre decoram uma unidade. Isso é para que o cliente possa vizualizar como pode ficar aquele apartamento caso ele compre um.  Em geral são arrumadinhos, com geladeiras e móveis que estão na moda. Mas para onde vai tudo isso depois de venderem o prédio? Descobri que as construtoras colocam todos os móveis e objetos em leilão.
Você pode encontrar, na SOLD Leilões Online por exemplo,  bens de apartamentos decorados em todo Brasil. Eu nunca comprei, mas sempre acompanho e vejo que as pessoas compram muitas coisas para sua casa com preços bem abaixo do mercado. No site eles fornecem o endereço onde estão os lotes e o comprador pode ir pessoalmente conferir e depois dar o lance pela internet.
A vantagem, além da possibilidade de uma boa compra, é o fato de que nada foi usado, apenas ficou em exposição.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Anna James, Romeu e Julieta

A casa de Julieta em Verona

o armário pintando por Anna James

a cadeira Eames
A casa de Julieta na cidade de Verona é cheia de mensagens de amor. Anna James, uma londrina muito criativa, pinta móveis que ficam incriveis. Um deles, que eu já postei aqui uma vez, é esse guarda roupa inspirado em Verona, Romeu e Julieta.  Se já postei aqui, por que estou falando desse móvel lindo de novo?  Eu tenho uma cadeira de balanço Eames que tem olhado para mim "pedindo" para ser rabiscada, então pensei no armário da Anna James, no Romeu e na Julieta como inspiração. Ainda estou procurando um estojo de canetinhas permanentes com várias cores para me lançar nos rabiscos. O que você acha?

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Cor/ Lichtenstein/ Domino Magazine



Já te falaram um milhão de vezes que pintar com cores fortes a sua casa não é bacana, fica cansativo, escurece...blá, blá,blá.
Na revista de decoração Domino, que fechou com a crise americana, saiu uma matéria uma vez de uma casa completamente colorida e original. Quem inventou se inspirou na obra do artista POP amreicano Roy Lichtenstein. Eu achei a idéia original e charmosa. Pelo que entendi o dono cobriu as arestas com uma fita colante preta emoldurando as parede de cores bem fortes e contrastantes Eu não achei nada cansativo.
Experimentar cor nas paredes da casa não é nenhum drama. Não gostou, pinta por cima.


PS A Domino "morreu", mas seus fãs publicam suas páginas em um grupo no Flickr,

domingo, 1 de maio de 2011

Saul Steinberg

foto do blog Incipe Industires
Dia 28 de maio (setembro em SP)inaugura, no Instituto Moreira Salles do Rio, uma exposição do ilustrador americano de origem romena, Saul Steinberg, que é conhecido principalmente por seu trabalho na revista The New Yorker. Na Folha de São Paulo de hoje , caderno Ilustrissíma, tem uma matéria bem bacana do joranlista Lucas Neves  sobre o mural que mostra a evolução das construções e que será exibido pela primeira vez. Entrando no site da Saul Steinberg Foundation você tem uma noção do trabalho do artista. Não perco a exposição por nada.




PS No caderno Ilustrissima de hoje eles publicaram o mural inteiro.